jump to navigation

Crítica de Filme: Avatar Janeiro 12, 2010

Posted by zaboobs in Cupopin Comenta.
Tags: , , ,
trackback

Avatar (Avatar)

Nota: 4 HR´s

País/Ano: EUA, 2009
Duração: 162min
Gênero: Aventura
Direção: James Cameron
Roteiro: James Cameron
Elenco: Sam Worthington (Jake Sully), Zoe Saldana (Neytiri), Sigourney Weaver (Dr. Grace Augustine), Stephan Lang (Col. Miles Quaritch) Giovani Ribisi (Parker Selfridge), Joel Moore (Norm Spellmann), Michelle Rodriguez (Trudy Chacon).

Podem reclamar, mas a nota é 4 mesmo, Avatar é bom mas não vale uma nota 5, me desculpem mas tenho meus motivos e faço questão de explicá-los.

Primeiro vou parabenizar o filme e a equipe de efeitos digitais/especiais que com certeza apavoraram neste filme, tudo estava muito bom, muito bem colocado e em certos momentos eu chegava a esquecer que eu estava vendo uma animação, fato que não ocorreu com Beowulf ou outros filmes do gênero. Nem só de efeitos é feito um filme.

Avatar não é só efeitos, caso contrário sua nota seria menor, mas mesmo contendo uma história interessante, personagens marcantes, novos mundos, novas culturas ele ainda deixa a desejar no fator inovação no roteiro. Nesse filme não temos nada de novo, a trama é aquela que nós conhecemos de filmes como o Último Samurai, Pocahontas, Dança com Lobos entre outros. Sim temos fatores diferentes, mas a essência é a mesma a trama principal é a mesma, o plot twist (sempre me lembro do jovem nerd ao dizer isso) não surpreende. Quem não sabia que Jakesully ia se rebelar e lutar ao lado dos Na’vi?

Minha única magoa com Avatar é que com todo este tempo investido em efeitos especiais, criação de culturas, criação de linguagem. Ninguém quis investir em fazer uma história que fosse diferente e que nos deixasse vidrados como espectadores, algo como TDK fez. Sei que vão falar, mas é James Cameron, lembre-se de Titanic. Eu me lembro de Titanic, mas ali naquele filme nós só sabíamos que o navio ia pras cucuias.

Apesar de estar chateado sei bem por que Cameron decidiu por uma história batida e conhecida, ele queria evitar cair em armadilhas, ele queria garantir bilheteria, ele não queria experimentar com um investimento deste valor. Explica mas não justifica como diria meu professor de Filosofia quando eu explicava a ele porque faltei a sua aula de sábado de manhã.

Avatar é inovador, é um absurdo, é ação pra caramba, temos Mechs, Índios, Bestas Voadoras (Toruk Macto), uma infinidade de cores, cenários incríveis temos tudo que você pode imaginar de um filme de ação cowboy tecnológico.

Nem tudo em Avatar são efeitos, temos atuações espetaculares como de Sam Worthington que nos faz esquecer seu desempenho em Terminator Salvation, adorei como ele conseguiu passar com muita propriedade o fato de estar numa cadeira de rodas, eu fiquei convencido. Sigourney Weaver mostra com convicção uma ativista e uma cientista de primeira (o avatar dela é o q mais se parece). Zoe Saldana pra mim foi à melhor atuação do filme, as combinações de animação com voz e interpretação me deixaram com vontade de trair os humanos e me tornar um Na’vi e ainda por cima casar com ela.

Avatar é memorável e veio para mudar todo o conceito do cinema, ainda fico com aquela magoazinha pelo fato de o roteiro não ser original, mas não se pode ter tudo, né Batman?

Abr,

Zaboobs

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: