jump to navigation

Arquivo Cupopin – Crítica de Filme: Hellboy II: O Exército Dourado Outubro 30, 2009

Posted by zaboobs in Resenhas de Filme.
Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment
Hellboy II: O Exército Dourado (Hellboy II: The Golden Army)
NOTA: 3 HR´sposter

 

País/Ano: EUA, 2008
Duração: 120 min.
Gênero: Aventura / Fantasia
Direção: Guillermo del Toro
Roteiro: Guillermo del Toro
Elenco: Ron Perlman, Selma Blair, Doug Jones, John Alexander, James Dodd, Seth MacFarlane, Luke Goss, Anna Walton.

Primeiro post no blog novo. Bem eu fui ver esses dias o Labirinto do Fauno 2, ops foi mal me confundi na verdade era Hellboy 2, mas acredito que mesmo quem não sabia que o diretor dos dois filmes era o mesmo podia ter deduzido.
Bem eu gostaria de ter dado uma nota menor, mas existem diversos motivos que fazem de HellBoy 2 um filme bem divertido de assistir mas não vá com muitas pretensões ao cinema por que vc pode se decepcionar.
Se eu pudesse analisar somente os efeitos especiais de arrasar, as lutas absurdas, as tiradas de humor muito bem inseridas e um vilão excepcional eu teria colocado nota 10 sem dúvida alguma, mas infelizmente não dá pra se fazer um filme somente com efeitos especiais excelentes, lutas absurdas e um vilão muito irado, né George Lucas.
O filme peca em um ponto somente mas que na minha opinião é o mais importante, ele usa um roteiro bem fraquinho e uma fórmula batida com Vilão Irado+Plano Doido+Anti Herói=Filme Previsível sinceramente falando eu já sabia como seria o final e o tal do Menino Diabo nem tinha aparecido.
Tirando este pequeno detalhe o filme no resto é muito bom tem efeitos especiais muito legais mesmo, como nas cenas do mercado e nas seqüências de luta que também estão o bicho, tem um vilão que luta kung-fu de elfo e têm uma arma pra lá de irada, tem até uma cena que Abe e Hellboy tomam todas e cantam músicas de corno e sou obrigado a dizer que agora eu temo as fadas do dente.
Hellboy 2 não é um filme ruim é apenas um filme sessão da tarde daqueles que a gente assiste sem muita pretensão e se não prestar atenção na previsibilidade do filme da até para se divertir.

Att
Zaboobs

P.s.: Esse filme tinha um ar de willow, caravana da coragem daqueles que tem que fazer um monte de missões falar com uns bixos doidos…hahahaha…

Arquivo Cupopin – Crítica de Filme: O Lutador Outubro 26, 2009

Posted by zaboobs in Resenhas de Filme.
Tags: , , , , , , , ,
1 comment so far

the_wrestler_one-sheet_movie_poster_O Lutador (The Wrestler)

Nota:  4 HR’s

EUA, 2008 – 115 min
Drama

Direção: Darren Aronofsky

Roteiro: Robert D. Siegel

Elenco: Mickey Rourke, Marisa Tomei, Evan Rachel Wood, Mark Margolis, Todd Barry, Wass Stevens, Judah Friedlander, Ernest Miller

Vou começar dizendo Marisa Tomei! Depois eu explico.

O que dizer deste filme “diferente” por falta de outra palavra o qual me fez pensar muito mais nele nos dias seguintes do que no momento logo após a sessão. Geralmente logo após terminar o filme eu já tenho uma idéia sobre ele, sobre o que escrever, qual a minha opinião, qual a nota que pretendo dar essas coisas, mas com “O Lutador” tudo isso foi um pouco mais complicado. À medida que os dias iam passando eu comecei a nutrir boas lembranças do filme e ele foi crescendo em conceito, devo admitir que hoje gosto mais do filme de que quando eu sai do cinema. Acredito que se deve ao fato de que este filme é daqueles que você precisa pensar, analisar e realmente colocar os neurônios pra funcionar.

Não se trata de mais um enlatado americano, mas sim de um filme retratando a trajetória de um homem que se dedica a fazer aquilo que gosta, sem se importar com as conseqüências, provavelmente por que no fundo fazer o que ele gosta é tudo que ele tem. Na maioria das vezes nos fazemos coisas que não gostamos para ganhar um dinheirinho para ai sim durante um breve período fazer o que gostamos. Em “O Lutador” é diferente, ele se dedica de coração e alma a fazer o que gosta, obviamente não sem sacrifícios.

Depois desta introdução melosa vamos aos demais pontos do filme.

Mais especificamente Marisa Tomei, sim ela esta um arraso, de cair o queixo, iradassa, e supermega gostosa. Pronto nada mais tenho a dizer dela, ah quase me esqueci de dizer que a atuação dela ta bem bacana mas quando comparado as suas peripécias no “clube noturno” nada mais importa.

A relação de The Ram (Mickey Rourke) e sua filha (Evan Rachel Wood) é muito bem colocada e as cenas em que os dois estão interagindo realmente passam a emoção do momento e te fazem torcer pelo personagem (ainda estou com raiva do Randy…ao verem o filme saberão ao que me refiro).

O filme também trás uma pitada de humor bem colocada e de muito bom gosto (bom gosto no que se refere a bom gosto pra mim, obviamente). Cenas como a do “Get a room?” são hilários, podemos citar aquele que The Ram acorda num quarto estranho e sai de fininho e ainda tem a cena da cliente chata querendo algo como salada alemã “A Litlle more.” “A Litlle less.” Hahahaha…realmente muito boas.

O Filme é bom, bem divertido e te faz pensar bastante, cada vez que penso nele quero aumentar a nota, mas vou ficar com 4 mesmo, ele é bom mas ainda assim não chega ao extraordinário e muito menos ao ordinário.

Att,

Zaboobs

Arquivo Cupopin – Crítica de Filme: Anjos e Demônios Outubro 24, 2009

Posted by zaboobs in Resenhas de Filme.
Tags: , , , , , , ,
add a comment

Anjos e Demônios  (Angels & Demons)

Nota: 3 Hr´sanjos_demonios_filme

EUA, 2009 – 138 min
Categoria: Suspense

Direção: Ron Howard

Roteiro:  David Koepp, Akiva Goldsman, Dan Brown (livro)

Elenco:  Tom Hanks, Ewan McGregor, Ayelet Zurer, Stellan Skarsgård, Nikolaj Lie Kaas, Pierfrancesco Favino

Normal. Pronto definido Anjos e Demônios! Agora se você me perguntar: vale a pena ir ao cinema? Claro que sim, isso se você estiver devidamente acompanhado, do contrário acho que dá pra esperar sair nas locadoras.

O filme traz Tom Hanks de volta ao papel do Professor Langdon, especialista em Simbologia (mostra isso 😛 pra ele e pergunta oq significa…hahahahaha) ajudando o Vaticano numa investigação sobre o desaparecimento de quatro cardeais e a possível ameaça dos Illuminati.

Tudo começa bem, com a demonstração do LHC (Large Hadron Collider – Grande Colisor de Hádrons) e o roubo da tão preciosa anti-matéria, logo após o seqüestro de quatro preferiti os mais possíveis ao próximo, papa, sendo que este morreu recentemente. O professor é chamado a ajudar e daí que começa o filme.

O ritmo do filme é acelerado, sem muito tempo pra conversar, uma vez que começa a ação já era mermão se quiseres ir ao banheiro perdeu, é correria de carro, briga, fogo, água, tiroteio, tumbas, falta de ar, roubo e destruição de propriedade do vaticano, uma montanha russa acelerada que para somente no final com o aparecimento do Padre Voador.

Anjos e Demônios é um filme bom, mas que não traz muita novidade às telas e se você for um cinéfilo de carteirinha garanto que vai adivinhar a trama do filme bem antes do final,  é uma boa opção para ir ao cinema especialmente se estiver em boa companhia.

Abr,

Zaboobs